Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A incrível arte de chorar!



Pobres de nós! Adultos idiotas que se privam de chorar!


Quando somos crianças choramos por tudo, tristeza, dor, alegria, fome, saudade, escola, revolta enfim qualquer coisa, porém, quando nos tornamos adultos, inventamos que chorar é um ato de fraqueza e vulnerabilidade e simplesmente evitamos as lagrimas.

Outro dia, eu estava descendo a escada da minha casa com minha sobrinha de três anos no colo, quando escorreguei, para não cair, eu joguei o meu corpo para o lado da parede tentando não machucá-la. ‘Nó’ que susto!

Duas reações surgiram nesta situação, ela abriu a boca a chorar, eu simplesmente dei um grito enquanto escorregava. Menos de quinze minutos depois, ela estava correndo, brincando e ainda contando a todos do nosso “quase tombo”. Já eu, fiquei tensa o resto do dia, tudo me assustava, acelerava meu coração, sabe, uma sensação esquisita a respeito de milhões de coisas que poderiam ter acontecido.

Eu fiquei muito intrigada com o fato de ela ter esquecido com mais facilidade do que eu. Por isso eu fiz uma pesquisa sobre o choro, e descobri coisas interessantíssimas.

Nós, homens, somos a única espécie do reino animal capazes de chorar e isto está diretamente ligado ao nosso instinto de defesa e comunicação. O nosso cérebro, em determinadas situações, produz substâncias, que ao serem liberadas através das lágrimas, proporcionam a sensação anestésica e de calma, aliviando a angustia e liberando a tensão. E a não liberação dessas substâncias, a longo prazo, podem desenvolver quadros de depressão ou mesmo de doenças como pressão alta, ulcera e gastrite.

A bíblia cita em Matheus 5:3-10, as bem-aventuranças, me impressiona ver que o único ato manifestado visivelmente pelo corpo, que é citado por Jesus é o ato de chorar!! Será que é coincidência ou será que ele queria que confiássemos no consolo que só Ele pode nos dar.

Nas tantas vezes que li isto, nunca dei atenção a este detalhe, mais hoje vejo, que quando não damos atenção as pequenas coisas, como a permissão que Jesus nos deu de chorar, nós passamos a vida com um nó na garganta, assustados com as milhões de coisas que podem nos acontecer enquanto poderíamos estar gratos e felizes por não ter caído e poderíamos ainda contar a milhões de pessoas do nosso “quase tombo” para que elas entendessem que mesmo a situação sendo difícil e as lagrimas molharem o nosso rosto, existe um Deus que traz alivio, calma e libertação.

Deus fez de nós as únicas criaturas capazes desta incrível arte que é chorar, e nós mais uma vez passamos por cima d’Ele e criamos a nossa própria teoria. Acredito que está na hora de parar de ser adulta e ir chorar um pouco!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Na porta da festa!!!

Quando recebemos o convite para uma festa, podemos fazer quatro coisas quando chega a data marcada:
1. Esquecer da festa.
2. Ignorá-lo, fingir que não fomos convidados, agir como se nada tivesse acontecido e não ir.
3. Dar uma passada no local, pesquisar quem foi, olhar da porta e então resolver se entra ou não.
4. Ir e aproveitar a festa.
Enquanto lia a passagem bíblica em Lucas 15; 11-31 "A parábola do filho pródigo", nos versículos 25 e 26, pensei nestas possibilidades sobre o convite da festa.

Os versículos retratam o momento em que o filho mais velho volta para a casa e vê que está tendo uma festa, ele procura saber o que está acontecendo e decide não participar da festa preparada pelo pai em celebração ao retorno do seu irmão, e ainda diz ao pai que não participará e que ele mesmo, que sempre esteve ali, nunca ganhou nenhum cabrito para fazer uma festa com os seus amigos.

Quando Deus nos colocou neste mundo, Ele não nos obrigou a permanecer em sua presença, porém, nos deu o convite para a FESTA que aconteceria em comemoração ao escolhermos ficar com Ele.

Algumas vezes em nossas vidas, esquecemos deste convite, outras ignoramos, mas hoje não sei se podemos dizer que estamos aproveitando a festa. Somos muito egoístas, e digo SOMOS porque eu me conheço bem, quantas vezes nós vemos a festa acontecendo e ao invés de aproveitar, nós resolvemos julgar e reclamar. Quão hipócritas nós somos em cantar sempre que queremos voltar a casa do Pai, para que Ele nos receba de braços abertos e bla bla bla..., enquanto na verdade estamos sendo como o irmão do filho pródigo, dizendo: "-Eu to aqui trabalhando, servindo, sendo bonzinho, indo na igreja e quando "esse ai" que tentou se matar, engravidou a namorada, roubou, usou drogas e etc.. volta tem festa?!"

Quando paro para pensar nisso, percebo que aqueles que ignoram o convite e se perdem no caminho, porém, reconhecem e independente da opinião dos outros, volta, mesmo que humilhados e pedem perdão ao Pai, são muito melhores que aqueles que fingem estar a Seu lado esperando ter recompensa!

Deus ama a sinceridade do nosso coração e espera que nós o adoremos em espírito e em verdade, e se tem uma coisa que eu tenho certeza é que enquanto os "filhos pródigos" viverão a festa de Deus aqueles que agem como o "irmão" assistirão do lado de fora!

Pensando nisso o que você pretende fazer com o seu convite?

Tempo de começar!

Há algum tempo eu criei este blog, pensei em colocar coisas legais e tal, mas fiquei pensando tempo demais em o que escrever????

Como eu não estou a fim de passar este ano todo pensando que eu não fiz nada de diferente do ano anterior, resolvi finalmente escrever alguma coisa aqui. Se possível semanalmente!!!

Bom eu queria escrever coisas legais e interessantes que muita gente quisesse em saber, porém, eu descobri que a minha opinião nem sempre é legal e também nem é o que se pode chamar de interessante, então eu vou escrever assim mesmo e ver no que dá, se eu gostar bem, se não, eu deleto, simples como a vida!

Welcome to my head!!!