Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 18 de outubro de 2016

LUTO um sentimento, uma atitude.

LUTO para caminhar mesmo que minhas pernas estejam fracas.
LUTO pra calar o grito ensurdecedor que sai do fundo da minha alma.
LUTO pra manter o sorrizo em um rosto que esconde infinitas lágrimas.
LUTO pra seguir adiante quando o que eu mais quero é voltar atrás.
LUTO mesmo que em vão para entender o porquê de tudo.
LUTO para ter forças para lutar.
LUTO pra de alguma forma fazer com que a lembrança seja o suficiente.
LUTO para ver cor em tudo que apenas se tornou cinza.

LUTO, palavra triste, palavra forte, que carrega consigo a dura tarefa de seguir em frente.
Palavra que é um sentimento mas que é tambem uma atitude, é a dor que fará parte da caminhada todos os dias.
É consolável mas para isso tem que ser dolorido.
É um tipo de amor insubstituível idealizado na dor do adeus.
Torna-se parte do que somos porque infelizmente vem para ficar!

Por meu amado tio Valter eu LUTO!!!
Descanse em paz!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

No que você está pensando?



“É fácil falar de mim, difícil é ser eu!”, “Deus deu a cada um uma vida, para cada um cuidar da sua!”, “Me odeia, entra na fila!”, “Não me inveje, trabalhe!” ,”Seu ibope é o meu sucesso!” ... e por ai vai.

Outro dia conversando com meu primo (estudante de História, muito culto por sinal #puxosacomsm rsrsrs), ele me falou que uma coisa banal que ele postou no facebook, teve mais comentários e curtidas que todas as outras coisas muito mais inteligentes, que ele posta diariamente, e ele disse que ficou feliz com a repercussão. Mais logo depois ele pensou “se isso me afetou de alguma forma, é porque eu estou muito fútil. Vou sair daqui e ler um livro!”

Tenho visto uma preocupação muito grande com a imagem do “próprio eu” que é passada nos dias de hoje, principalmente através das redes sociais! Preocupação esta que tem levado (com o perdão da franqueza) ao ‘emburrecimento e estupidecimento’ do ser humano.

Não entenda mal, eu não tenho nada contra as redes sociais, gosto e até uso bastante! O que me incomodou foi o fato de que as pessoas estão fazendo mais coisas para desmistificar a ‘imagem’ que os outros têm dela do que fazendo algo pelo que ela realmente é.

Se todo mundo se dedicasse a ler um livro cada vez que uma coisa fútil faz diferença na sua vida, elas não precisariam se preocupar com o que os outros estariam pensando dela, porque ela descobriria que o que eles estão fazendo não é pensar e desperdiçar, pois cada segundo gasto com a preocupação alheia é um desperdício de tempo pessoal!

Ai você diz: hahaha, você acabou de desperdiçar um tempão escrevendo esse texto!

E eu te respondo que sim, desperdicei, como várias outras vezes já desperdicei tempo antes, e ainda por cima digo que desperdiçaria de novo se existisse a chance (como existe) de alguém, em algum momento de futilidade, pensar um pouco no assunto e fazer algo diferente para seu próprio eu!

Afinal como diria Goethe: “Quem tem bastante no seu interior, pouco precisa de fora!”

sábado, 26 de maio de 2012

Insensivel, você diz!


Eu nunca te pedi para ficar, porque acho que isso tinha que ser uma escolha sua ...
Nunca te fiz promessas, porque quando promessas são quebradas magoam ...
Não te disse que seria para sempre, porque o agora me bastava ...
Não fantasiei a nossa história, porque pra mim ela já era boa o bastante ...
Não demonstrava ciúmes, para evitar brigas ...
Não escolhi uma música para ser nossa, porque todas me lembravam vc de certa forma ...
Não brigava por você sair com seus amigos, porque tenho amigos também ...
Não te ligava o tempo todo, para que você pudesse fazer suas coisas!!!
Tendo dito isso, peço desculpas por não ter tentado mudar você, mas é que para mim você só era você assim, do ‘jeitinho’ que você é!!!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Impossível ?!


“Isto é impossível.
Só se você acreditar que é.
Às vezes, eu acredito em seis coisas impossíveis antes do café da manhã.
Um: há uma porção para te encolher.
Dois: um bolo que pode te fazer crescer.
Três: animais que podem falar.
Quatro: gatos que podem desaparecer.
Cinco: um lugar chamado país das maravilhas.
Seis: Eu posso matar o Jaguadarte!”


Ontem estava assistindo pela ‘enésima’ vez “Alice no país das maravilhas” (2010 / Tim Burton) – filme este que indico pq é mto legal msm – e esta citação mais uma vez ficou na minha cabeça, de modo que de manhã eu acordei e citei-a para mim mesma!

Estranho??? Não, nem um pouco! Muitas vezes nós ficamos abalados demais com qualquer coisa que abala o nosso ‘mundinho perfeito’ e nos esquecemos de que mesmo nos ‘países das maravilhas’ existem coisas, que se não são feitas na hora certa, podem fazer dele um lugar desacreditável e sem esperança.

Passamos por momentos em que somos diminuídos e em outros somos engrandecidos demais, deixamos de acreditar em sinais simples que nos são passados, acreditamos que o impossível é impossível mesmo e nos damos por derrotados quando imaginamos a força e o tamanho do nosso inimigo.

Tem outra citação que eu gosto muito, mais esta vem de um livro que diz “Para que em Mim tenhais paz no mundo tereis aflições, mas tende bom animo, Eu venci o mundo!” (João 16:33) é não foi a Alice que disse isso, foi Jesus, ele deixou bem claro que ‘o país das maravilhas’ EXISTE, mas você vai passar por problemas que pareçam impossíveis mas ai eu te digo:

“Isto é impossível.
Só se você acreditar que é.
Todos os dias, é preciso acreditar em seis coisas que parecem impossiveis antes do café da manhã.
Um: Você precisa diminuir!
Dois: Há um Jesus que te faz grande!
Três: Se preciso for, Ele vai usar até os animais para falar com você!
Quatro: Quando você não está O vendo, é que Ele está invisível ao seu lado!
Cinco: Existe um país das maravilhas!
Seis: Com Jesus você pode matar o JAGUADARTE!”


Sendo assim:

- Arranquem-lhe a cabeça!!!!!

=D

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Ser careta é...

... ir a uma festa, se divertir sem bebida alcoólica e voltar para casa sem ter perdido nenhum amigo e ainda ter feito novos!

... se divertir, abraçar, sorrir e demonstrar carinho pela sua familia!

... ligar para alguém só para desejar um bom dia!

... ir a um casamento sem se preocupar com festa porque o que te importa é a felicidade dos noivos!

... querer casar e ser feliz para sempre!

... correr atrás do seu sonho sem prejudicar ninguém!

... zelar pela sua saúde!

... tratar bem as pessoas independente de quem elas sejam!

... achar que ir ao cinema, ao teatro ou tomar sorvete é o melhor programa do mundo!

... estar sempre com um sorriso no rosto!

... ver que as pessoas estão melhorando e ficar feliz por elas!

... não brigar!!!

... não procurar defeitos ou falhas onde não existem!

... deixar que Deus julgue!

... Amar a Jesus acima de todas as coisas!

... Ler a Bíblia!

... viver dignamente!

... saber diferenciar vida real de ficção!

... reconhecer coisas boas sem idolatrar!

... não ter coragem o suficiente para cometer suicídio!

... ter temor de Deus!

... tentar viver neste mundo sem ser contaminado!

... ouvir as criticas e julgamentos e ainda assim continuar nos caminhos do Senhor pois o que importa é o julgamento dEle!

... não ter vergonha de ser careta!

Muito prazer, eu sou careta!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Para onde estamos indo?



Nós cristãos estamos habituados a pensar nas coisas que vamos fazer avaliando se aquilo é pecado ou não, tendo a convicção de que:

- O que é pecado nos leva ao inferno.
- O que não é pecado leva ao céu.

Passar a eternidade no céu ou no inferno não está ligada apenas no pecar ou não, é uma consequência da proximidade que adquirimos em nosso relacionamento diário com Deus!

Não estou falando que você pode pecar, longe disso. O que estou querendo dizer é que não devemos basear a nossa salvação apenas no pecado, mas sim nas decisões que tomamos e nas atitudes que temos em todos os aspectos de nossa vida.

Já há algum tempo, eu descobri um método para tomar decisões em relação a algumas coisas sobre as quais eu tenho dúvidas, meio este que tem me ajudado bastante em meu relacionamento com Deus, que é o de responder a uma simples pergunta:

Isto me:
a) Afasta de Deus.
b) Aproxima de Deus.
c) Nenhuma das anteriores, me deixa onde eu estou.

Com isso nós temos três opções de resposta, mas então quando eu devo fazer o que estou em dúvida?

Não sei quanto a você, mas eu prefiro seguir em frente quando a resposta for a letra B, porque se algo te afasta de Deus, porque fazê-lo, e se te mantém onde está, analise onde é que você está?!
É preciso estar em um lugar muito bom para querer ficar ai!

Não existe um ponto onde eu queira chegar com este texto, mas essa pergunta tem me ajudado bastante e mesmo que eu não esteja ainda onde eu quero, que é no “centro da vontade de Deus”, eu tenho conseguido estar um pouco menos longe d’Ele.

Eu ainda responderei a esta pergunta muitas vezes durante a minha vida, não sei se conseguirei alcançar o meu objetivo em 100%, mas eu vou continuar tentando.

Quem sabe agente não se encontre no final da caminhada!

Somente a Deus toda a Glória!!!

quinta-feira, 31 de março de 2011

O caso de MIM.

MIM era uma criança muito feliz, sempre teve de tudo. Todos traziam presentes para MIM, esperavam por MIM, convidavam a MIM para ir as festas, e isso dava grande felicidade para MIM.

Com o passar dos anos, as coisas ficaram bem diferentes para MIM, ele tinha que lembrar as pessoas o tempo todo de ligar para MIM, de olhar para MIM, de estudar para MIM passar de ano e isso fez de MIM um adolescente confuso como qualquer outro.

Os anos foram passando, e tudo era novidade para MIM, logo apareceu o primeiro emprego para MIM pagar os estudos, teve que procurar bastante para MIM fazer um estágio, ser um bom estagiário para MIM ser efetivado e ele trabalhou bastante.

Chegou uma época bem difícil para MIM já na idade adulta, foi mandado embora do trabalho e não foi fácil para MIM manter a casa e os filhos. Mas como todo tempo ruim passa, não foi diferente para MIM!

Muitos anos se passaram e para MIM houve muitas aventuras e desventuras na longa caminhada. Muitas alegrias e tristezas, amigos e amores fizeram de MIM uma pessoa de caráter inigualável, porém já com certa idade MIM vive o maior de seus conflitos internos e talvez o maior da “história da humanidade”, ALGUÉM contou para MIM, que MIM não faz nada, que MIM não vai a lugar nenhum, ninguém traz nem da nada para MIM, que isso tudo quem faz é EU.

MIM já não vê mais sentido para viver já que foi EU quem viveu sua vida!

E dizem que BOBEIRA tem limite, mas para MIM não tem não, rsrsr!!!

Se você quiser, VOCÊ pode deixar um recado para MIM, ele ficará feliz em recebê-lo!